Corpos de mortos em acidente seguido de incêndio em praça de pedágio estão há 10 dias em IML à espera de identificação

Capa » NOTÍCIAS » Corpos de mortos em acidente seguido de incêndio em praça de pedágio estão há 10 dias em IML à espera de identificação
Corpos de mortos em acidente seguido de incêndio em praça de pedágio estão há 10 dias em IML à espera de identificação
Compartilhe agora:

Instituto informou que a demora acontece porque a identificação precisa ser feita por exame de DNA, já que vítimas ficaram carbonizadas. Parentes do casal e do filho de 2 anos e do motorista do caminhão vieram a Goiás colher material genético. Vídeo registra batida na BR-050.

Os quatro corpos das vítima do acidente seguido de incêndio da praça de pedagio em Campo Alegra de Goiás , na BR-050, seguem no Instituto Médico Legal (IML) de Catalão  dez dias após a tragédia, pois precisam ser identificados por meio de DNA. Um casal e uma criança de 2 anos e o motorista do caminhão que causou o acidente morreram carbonizados no local.

O acidente aconteceu em 28 de março. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), a batida envolveu quatro veículos. Oito funcionários da concessionária que administra a rodovia também ficaram ferido

De acordo com o IML de Catalão, a 70km de Campo Alegre de Goiás, para onde os corpos foram levados, a demora na liberação acontece por causa do estado em que estavam os corpos das vítimas.

O procedimento legal prevê que os corpos sejam devidamente identificados para serem liberados às famílias. A identificação neste caso é feita por exame de DNA.

Parentes do motorista do caminhão que causou o acidente viajaram de São Paulo para Catalão a fim de colher o DNA. Por sua vez, familiares do casal e da criança saíram de Coromandel (MG) para Goiás para passar pelo procedimento.

Os materiais genéticos foram encaminhados para o Instituto de Criminalística de Goiânia e a expectativa de Catalão é que os resultados sejam liberados nesta semana.

De acordo com a PRF, no dia do acidente, um familiar esteve no IML de Catalão e identificou os três passageiros do carro como sendo Reginaldo Ribeiro Silva Júnior, de 40 anos, Marielly Maiza Mendes de Faria, de 26 anos, e Cauã Dornelas Ribeiro Silva, de 2.

A estrutura da praça de pedágio não foi reconstruída até esta quarta-feira. Motoristas que passam no local utilizam apenas uma faixa e continuam sem pagar pedágio.

Dinâmica do acidente

A PRF informou que o condutor de um caminhão-baú carregado com desodorantes, que seguia no sentido de Brasília a Catalão, perdeu o controle da direção ao se aproximar da praça de pedágio e colidiu contra a defensa metálica.

Em seguida, a carreta bateu contra um carro – onde o casal e a criança da mesma família morreram. Depois, colidiu em outro veículo com três pessoas, que não tiveram ferimentos. O motorista do caminhão-baú morreu no local.

Essa série de colisões, conforme a PRF, provocaram um incêndio que destruiu a praça de pedágio e também atingiu um caminhão graneleiro, que estava parado no local. Porém, este caminhoneiro conseguiu desembarcar antes que o fogo atingisse a cabine e saiu ileso.

Acidente com carretas incendeia praça de pedágio em Campo Alegre de Goiás — Foto: Divulgação/PRF
 Carro em que família de Minas Gerais viajava fica destruído — Foto: Divulgação/PRF
Acidente com duas carretas destrói praça de pedágio e interdita a BR-050, Campo Alegre de Goiás — Foto: Divulgação/PRF
Contato: (62) 992719764
(clique para ligar agora)

informativocidades@gmail.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.Campos requeridos estão marcados *

*