Delegado de trânsito é preso por suspeita de dirigir embriagado em Uberlândia

Capa » NOTÍCIAS » Delegado de trânsito é preso por suspeita de dirigir embriagado em Uberlândia
Delegado de trânsito é preso por suspeita de dirigir embriagado em Uberlândia
Compartilhe agora:

O delegado de trânsito que responde pelo setor de registro de transito

O delegado de trânsito que responde pelo setor de registro de veículos em Uberlândia (537 quilômetros de Belo Horizonte) Ademar Carvalho Leite, 60 anos, foi preso no fim da noite de quarta-feira (20) suspeito de dirigir embriagado.

O delegado, segundo o BO (boletim de ocorrência) registrado, entrou em um posto de combustíveis dirigindo de forma “descontrolada” e bateu em um carro que estava estacionado.

Um cliente que estava na loja de conveniência do posto acionou a PM. Ao chegarem no local, os policiais reconheceram o delegado e pediram para que ele saísse do veículo, mas ele se negou por duas vezes. Durante a conversa, ainda conforme o BO, Leite disse que não sairia e foi nesse instante que o policial disse ter sentido o cheiro de álcool e percebido que o delegado estava com os olhos vermelhos e a fala desconexa.

Após esse diálogo, o delegado concordou em sair do carro, mas conforme a PM, caminhou “cambaleando” até a viatura. O BO ainda informa que Ademar Carvalho Leite estava exaltado e chegou a agredir um sargento da PM com um tapa no rosto.

O delegado precisou ser contido e algemado pelos policiais militares. Leite se recusou a fazer o teste de bafômetro no local e foi encaminhado para o Hospital de Clínicas da Universidade Federal de Uberlândia (HC-UFU), para que fizesse o exame de corpo de delito antes de ser levado para a delegacia.

 

Leite foi acompanhado pela delegada regional Márcia Regina Pussoli, sua superior na hierarquia, teve seu depoimento tomado e sua carteira de habilitação recolhida. Além disso, ele pagou fiança no valor de R$ 2 mil e foi liberado logo em seguida. “A atitude dele nos surpreendeu, porque é um delegado que não tem nenhum registro negativo na ficha. Agora vai responder pelo crime como qualquer cidadão comum”, disse Samuel Barreto, chefe do 9º departamento de Polícia Civil de Minas Gerais.

Barreto informou que além do processo administrativo que já foi instaurado e deve ser concluído em 30 dias, deve ser aberto um procedimento de sindicância interna para apurar a conduta do delegado.

Delegado negou ter bebido em entrevista a TV local

Ainda na noite da quarta (20), Ademar Carvalho Leite cedeu entrevista a uma emissora de televisão local. O delegado já estava algemado quando falou com dificuldade à repórter e apenas negou ter bebido e agredido o policial.

Em depoimento na delegacia, o delegado disse que foi desviar de uma carreta quando o pneu do carro estourou e ele acabou perdendo o controle do veículo ao entrar no posto de combustíveis. Mais uma vez ele negou que tivesse bebido antes de dirigir.

Leite havia trabalhado na tarde de ontem e, segundo ele, voltava para casa quando tudo aconteceu. “Ele nega tudo. Agora nós vamos instaurar o procedimento para investigar o que aconteceu”, afirmou Barreto.

Final de carreira

Ademar Carvalho Leite exerce a função de delegado da Polícia Civil há 35 anos e, conforme Barreto, ele pode se aposentar por tempo de trabalho. Ainda segundo Barreto, o delegado estava com duas férias vencidas e que poderá usufruí-las a partir de hoje.

“Ele já fez o pedido de férias e poderá ficar até 25 dias úteis em férias. Já com relação ao afastamento, ele só é feito por meio de uma ordem judicial”, concluiu.  Cleiton Borges Correio de Uberlandia

 

Contato: (62) 992719764
(clique para ligar agora)

informativocidades@gmail.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.Campos requeridos estão marcados *

*