Dupla é presa suspeita de roubar mulheres após marcar encontros por aplicativo de relacionamentos, em Caldas Novas

Capa » NOTÍCIAS » Dupla é presa suspeita de roubar mulheres após marcar encontros por aplicativo de relacionamentos, em Caldas Novas
Dupla é presa suspeita de roubar mulheres após marcar encontros por aplicativo de relacionamentos, em Caldas Novas
Compartilhe agora:

Segundo a polícia, eles roubaram entre 10 a 20 pessoas desde janeiro. Uma das vítimas teve cerca de R$ 2,1 mil de prejuízo.

Dois jovens foram presos suspeitos de roubar mulheres após marcar encontros por aplicativo de relacionamentos, em Caldas Novas, no sul de Goiás. Segundo a Polícia Civil, Mateus Eduardo de Souza Barbosa, de 20 anos, e Rafael Cordeiro Nery, de 27 anos, roubaram entre 10 a 20 pessoas desde janeiro deste ano.

Não localizar  localizar a defesa de Rafael e Mateus para um posicionamento sobre o caso até última atualização desta reportagem.

Ambos foram presos na sexta-feira (20), na casa de Rafael, localizada no setor Residencial Recanto das Águas. De acordo com a polícia, era para a residência dele que as mulheres eram atraídas e roubadas, durante os encontros forjados.

Uma das mulheres, segundo os policiais, teve cerca de R$ 2,1 mil de prejuízo. Nesse caso em específico, a polícia explicou que um dos jovens havia se anunciado como acompanhante em um site de encontros e a mulher entrou em contato com ele e o encontrou no local indicado pelo anunciante.

Segundo relato à polícia, pouco depois do início do programa, o outro rapaz entrou no quarto, agrediu a mulher com socos e tapas no rosto e a ameaçou com um canivete no pescoço, enquanto exigia dinheiro e uma transferência bancária por PIX.

Durante a ação, que recebeu o nome de “Operação Don Ruan”, foi encontrado o canivete utilizado no crime, uma faca grande, duas máquinas de cartão, telefones celulares e uma porção de maconha.

A Polícia Civil ainda contou que, durante o interrogatório, os rapazes contaram versões distintas, um acusando o outro de ser o idealizador dos crimes. Mateus, que confessou os crimes, contou que começou a praticá-los em janeiro deste ano e que, ao todo, roubou entre 10 e 20 pessoas.

A polícia informou que ele também apontou Rafael como o idealizador das práticas e o responsável pelas agressões e ameaças às mulheres. Já Rafael afirmou que Mateus quem o induzia aos crimes e quem atraía e ameaçava os clientes.

O caso ainda está sendo investigado pela Polícia Civil e o inquérito deve ser concluído em breve. Os jovens foram encaminhados ao presídio de Caladas Novas. Eles devem responder pelo crime de roubo com emprego de arma branca.

veja as noticias no nosso instagram @informativo.cidades   

Objetos apreendidos em Operação Don Ruan, em Caldas Novas, Goiás — Foto: Divulgação/Polícia Civil

 

Contato: (62) 992719764
(clique para ligar agora)

informativocidades@gmail.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.Campos requeridos estão marcados *

*