‘Gosta de surpresa?’, diz suspeito em mensagem minutos antes de feminicídio na noite de Natal em SC

Capa » NOTÍCIAS » ‘Gosta de surpresa?’, diz suspeito em mensagem minutos antes de feminicídio na noite de Natal em SC
‘Gosta de surpresa?’, diz suspeito em mensagem minutos antes de feminicídio na noite de Natal em SC
Compartilhe agora:

Thalia Ferraz, 23 anos, foi morta na frente de familiares. Segundo a policia, o suspeito é o ex-companheiro da vítima, que não aceitava o fim do relacionamento.

A noite de Natal para a família de Thalia Ferraz, 23 anos, foi de tragédia. A jovem foi assassinada pelo ex-companheiro na frente de seus familiares, entre eles os sobrinhos de 14 e 8 anos, em Jaraguá do Sul, na noite de quinta-feira (24). O suspeito de cometer do crime, segundo a Polícia Civil, é ex-companheiro da jovem.

O homem, que está foragido, teria enviado uma mensagem para a vítima minutos antes do crime, em que pergunta “gosta de surpresa?”.

A Polícia Militar foi acionada por volta das 23h40 para atender a ocorrência. E ao chegar ao local, os policiais encontraram a vítima já sem vida.

Thalia será enterrada na tarde desta sexta-feira (25) em Jaraguá do Sul. Ela deixa dois filhos de 3 e 6 anos.

“Cenário de guerra”

 Um membro  familiar que preferiu não ser identificado, contou que o suspeito entrou na residência atirando. A vítima, que tinha deficiência auditiva, tentou se proteger indo para um dos quartos.

Ela foi atingida por um disparo na altura do tórax, após o projétil atravessar a porta do cômodo. Os disparos quebraram vidros das janelas e do box do banheiro, transformando o local em um “cenário de guerra”.

O familiar contou que Thalia terminou o relacionamento com o homem dois dias antes do crime. O casal ficou junto por um mês e o ciúme exagerado dele teria motivado o fim do relacionamento.

Eles chegaram a morar juntos, mas após o término, a jovem foi morar com a irmã, que é vizinha do suspeito.

 Suspeito de feminicídio enviou mensagens para a vítima minutos antes de cometer o crime em Jaraguá do Sul (SC) — Foto: Arquivo Pessoal“É triste porque a gente pensa que é um crime que poderia ter sido evitado”, disse.

Silveira informou ainda que as buscas pelo suspeito continuam. Na manhã desta sexta-feira (25), a polícia ouviu testemunhas do caso.

Contato: (62) 992719764
(clique para ligar agora)

informativocidades@gmail.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.Campos requeridos estão marcados *

*