Governo inclui restaurantes em áreas que podem abrir de maneira alternada, mas setor aguarda definições de prefeituras

Capa » NOTÍCIAS » Governo inclui restaurantes em áreas que podem abrir de maneira alternada, mas setor aguarda definições de prefeituras
Governo inclui restaurantes em áreas que podem abrir de maneira alternada, mas setor aguarda definições de prefeituras
Compartilhe agora:

Estabelecimentos estão fechados há mais de 100 dias. Bares, no entanto, devem continuar fechados.

O decreto estadual que determina o funcionamento alternado do comércio  para tentar controlar o avanço do coronavírus incluiu restaurantes na lista de atividades que ficarão fechadas por 14 dias, mas podem reabrir por igual período na sequência. O setor está fechado há mais de 100 dias. Bares, no entanto, devem continuar fechado.prefeituras tem liberdade para determinar como vão proceder

No decreto estadual, que entrou em vigor nesta terça-feira (30), consta apenas que “os restaurantes no período em que autorizados a funcionar, além de protocolos específicos, deverão observar a lotação máxima de cinquenta por cento de suas capacidades de acomodação”. Porém, a falta de definições mais claras deixou o setor confuso.

A assessoria de imprensa do governo explicou que ainda aguarda a Secretaria Estadual de Saúde finalizar os protocolos a serem seguidos para cada atividade para poder divulgar à imprensa.

O presidente da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), Fernando Jorge, disse que o setor não foi ouvido para a elaboração do decreto e que a falta de informações dificulta o planejamento. “Eles não falam se haverá uma restrição de horário, o que pode ou não funcionar, pois alguns funcionam como bar e restaurante. Então precisamos esperar as prefeituras publicarem seus decretos para, só então, passar as orientações aos nossos associados”, disse.

O representante do setor disse ainda que mais de 3 mil estabelecimentos já forma fechados devido à pandemia e mais de 15 mil pessoas perderam os empregos.

O presidente do Sindicato dos Bares de Goiânia, Newton Pereira, também informou que aguarda a definição da prefeitura sobre o novo decreto e espera que os bares sejam incluídos também no decreto que determina o funcionamento alternado do comércio.

“Nós já estávamos em negociação com a prefeitura para reabrir bares e restaurantes nos próximos dias, mas, agora, com esse decreto, precisamos esperar para ver o que será definido”, explicou.

Em Goiânia e Aparaecida de Goiânia , bares e restaurantes seguem fechados por ordem de decretos municipais. Já Trindade  chegou a reabrir bares e restaurantes, mas o comércio foi fechado novamente  durante os dez dia em que aconteceriam a Festa do Divino Pai Eterno, que foi cancelada devido à pandemia. Diante do decreto estadual, a prefeitura da cidade ainda avalia como será a reabertura após o dia 6 de julho, quando a romaria terminaria.

A Prefeitura de Goiânia  informou que deve acompanhar o decreto estadual, mas ainda está em reunião para a elaboração do novo documento que estabelece as regras a serem seguidas.

Já Aparecida de Goiânia explicou que já trabalha com a abertura intermitente do comércio, dividindo esse revezamento por regiões. Entretanto, não descarta a adesão ao funcionamento alternado dividido a cada 14 dias.

Contato: (62) 9 8499 0690
(clique para ligar agora)

informativocidades@gmail.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.Campos requeridos estão marcados *

*