Menor que seria garota de programa se envolve em tentativa de homicídio em Jaraguá

Capa » NOTÍCIAS » Menor que seria garota de programa se envolve em tentativa de homicídio em Jaraguá
Menor que seria garota de programa se envolve em tentativa de homicídio em Jaraguá
Compartilhe agora:

A dupla havia tentando fugir em um VW/Gol, que pertencia ao homem esfaqueado.

A polícia militar de Jaraguá foi acionada na noite de sábado, 26 de setembro, para uma ocorrência de tentativa de homicídio no meio rural do município, na região do Canto Galo. De acordo com o boletim de ocorrências, o Centro de Operações foi informado que um homem havia sido esfaqueado, após uma discussão. Quando a viatura chegava ao local, se encontrou com Coronel Camargo, militar da reserva que havia detido um casal suspeito do crime.

 

A dupla havia tentando fugir em um VW/Gol, que pertencia ao homem esfaqueado. O perfil dos criminosos, uma adolescente de 16 anos e uma jovem acima dos 18 anos. No depoimento ainda muito confuso, a menina disse que conheceu a vítima em Jaraguá e foram para a casa dele no meio rural, quando decidiu levar um amigo.

 

Na casa da vítima, segundo a adolescente em depoimento à polícia, o homem tentou manter relação sexual com ela, foi quando começou a gritar. O amigo que estava com ela, entrou em luta corporal com homem, que estaria armado, que posteriormente foi esfaqueado, além de 08 perfurações de tesouras deferidos pela própria adolescente.

 

Os jovens, pegaram a vítima, colocaram no carro e seguiram para Jaraguá para levá-lo para o hospital. No caminho bateram o carro e foram pedir ajuda, quando passava pelo local o Coronel Camargo, que desconfiou da história apresentada e deteve os jovens até a chegada da polícia.

 

As informações são de que o celular e o dinheiro da carteira da vítima sumiram. Outro ponto controverso foi o fato da adolescente ter se declarado a polícia, garota de programa, mas que na data não queria fazer sexo, apenas beber e se divertir. A vítima deu entrada no Hospital de Jaraguá em estado grave e seu quadro clínico ainda não teve melhora. A Polícia Civil irá instaurar inquérito para apurar a verdade dos fatos.

Contato: (62) 9 8499 0690
(clique para ligar agora)

informativocidades@gmail.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.Campos requeridos estão marcados *

*