Mulher e três homens são presos suspeitos de armazenar e compartilhar na web pornografia infantil, na Grande Goiânia

Capa » NOTÍCIAS » Mulher e três homens são presos suspeitos de armazenar e compartilhar na web pornografia infantil, na Grande Goiânia
Mulher e três homens são presos suspeitos de armazenar e compartilhar na web pornografia infantil, na Grande Goiânia
Compartilhe agora:

Um dos detidos distribuía imagens no momento em que os policiais chegaram à casa dele. Foram apreendidos computadores em que havia vídeos que registravam abusos sexuais.

Uma mulher e três homens foram presos, nesta terça-feira (7), suspeitos de armazenar fotos e vídeos pornográficos envolvendo crianças, na Grande Goiânia , durante a operação da Policia Federal batizada de “Proteção da Infância”. Um dos detidos compartilhava o conteúdo na internet no momento em que os policiais chegaram à casa dele.

“O que nos chamou a atenção foi de uma mulher de mais de 50 anos que mora com a mãe. Não é comum nessas ações encontrar mulheres com esse tipo de material. Outros dois eram homens acima dos 50 e outro um jovem com pouco mais de 20 anos”, disse o delegado Adriano Tarouco, responsável pelo caso.

A identidade dos presos não foi divulgada. Eles são interrogados pelos policiais nesta manhã, na sede da PF em Goiânia. “Um deles nega o crime, tenta jogar a culpa para o filho, então as investigações estão só no início ainda”, completou o delegado.

Operação ‘Proteção da Infância’

As prisões ocorreram durante o cumprimento de sete mandados de busca e apreensão da operação denominada proteção da inância”.Uma das ordens judiciais foi cumprida em Aparecida de Goiânia  e as demais, na capital.

Ao verificarem computadores, os policiais acharam imagens de abusos sexuais contra crianças em quatro residências. Os equipamentos e um celular foram apreendidos e serão periciados.

Os quatro presos vão ser indiciados por posse de material contendo pornografia infantil e um deles também vai responder por compartilhamento desse tipo de imagem. Somadas, as penas podem chegar a 10 anos de prisão.

Os indiciados apenas por posse poderão ser liberados se pagarem a fiança estabelecida pela polícia. Já o homem que também responde por compartilhamento ficará preso até audiência de custódia, que ainda não foi marcada.

Presos são interrogados na sede da Polícia Federal em Goiânia (Foto: Thaís Luquesi/TV Anhanguera)

Contato: (62) 9 8499 0690
(clique para ligar agora)

informativocidades@gmail.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.Campos requeridos estão marcados *

*