Políca desvenda, e fala detalhes da morte do mototaxista Tizil em Itapaci (vídeo)

Capa » NOTÍCIAS » Políca desvenda, e fala detalhes da morte do mototaxista Tizil em Itapaci (vídeo)
Políca desvenda, e fala detalhes da morte do mototaxista Tizil em Itapaci (vídeo)
Compartilhe agora:

O Jornal Repórter Dudu Bala   acompanhou o desfecho desta história triste que resultou na morte de Marcos Antônio Gonçalves Viana, de 36 anos, (Tizil).

O caso do mototaxista e taxista em Itapaci que desapareceu no último dia 24 de julho de 2018, foi solucionado. Este caso repercutiu na cidade e muitas aparições em jornais de grande circulação do estado.

 

O Jornal Informativo Cidades o desfecho desta história triste que resultou na morte de Marcos Antônio Gonçalves Viana, de 36 anos, (Tizil).

 

O Jornal Repórter Dudu Bala, foi até a cidade de Itapaci, e conversou com o delegado responsável pelo caso, Dr. Fábio Mendanha que explicou como chegou ao suspeito do crime e o porquê do crime.

 

De acordo com o delegado, quando aconteceu o desaparecimento do Tizil, Fábio Medanha estava de férias, um outro delegado começou a investigar, e pediu à justiça que realizasse a quebra do sigilo telefônico.

 

Já a partir do dia primeiro de agosto, o delegado Fábio Medanha assumiu o caso, e no dia 3 de agosto chegou ao suspeito do crime. Segundo o delegado, chegou a suspeito não foi pela quebra do sigilo telefônico, foi por outros meios de investigações, já que o pedido da quebra do sigilo telefônico, segundo o delegado não havia sido ainda liberado.

 

Mendanha explica que foi um crime difícil de ser elucidado, pois não havia nenhuma pista, comentários, denúncia, nenhum indício que pudesse levar ao suspeito.

Ao chegar até o suspeito Bruno Abraão Xavier, de 29 anos, de acordo com o delegado, ele ficou alterado, mas já sabia do que se tratava. E prontamente se dispôs a falar tudo, inclusive falar onde havia jogado o corpo e escondido a moto do Tizil. Relatou o delegado.

 

Medanha, disse que o corpo foi jogado dentro do Rio São Patrício, e foi encontrado em um lugar muito difícil. “Se fosse um caso fácil de ser elucidado, o pessoal que disse que estava procurando pelo corpo, já tinha encontrado muito tempo”. Falou Mendanha.

 

O delegado falou ainda que mesmo se tivesse a busca por helicóptero não conseguiria localizar o corpo.  Teve que ser realmente através de investigações para chagar até o corpo.

 

O delegado contou que através de uma força tarefa, com apoio da Polícia Militar e de um agente da delegacia de Ceres, conseguiu desvendar este caso. O delegado, disse que leu cerca de 300 ocorrências, dentre elas, foram separadas 10 ocorrências que poderiam ter alguma ligação com o fato. Em uma dessas segundo o delegado, diz a respeito do suspeito, de que a mulher dele havia abandonado o lar. Ocorrência feira no dia 14 de julho de 2018.

(Vítima Tizil).

 

Já com as informações, o delegado e sua equipe com apoio da Polícia Militar, ficaram das 11h da manhã até as 17h, pensando como iria chegar ao suspeito, pois já sabia quem era. As 17h, eles foram até a caracará do suspeito, que fica no município de Nova Glória.

 

 

Crime

 

O delegado relatou que o suspeito contou tudo que aconteceu. Relatos do suspeito ao delegado: no dia em que a esposa abandou o lar, (dia 14/), Bruno, disse ter ficado sabendo através de uma pessoa, que sua mulher estaria se encontrado com a vítima (Tizil).

 

O delegado contou que, Bruno, em uma terça ou quarta-feira da semana seguinte, encontrou com a vítima em um banco da cidade, e falou para Tizil, que já sabia de tudo e falou para ele que achava melhor ele mudar de Itapaci por um tempo para evitar qualquer coisa. Mendanha relatou que nesse episódio, a vítima teria se exaltado e teria falado algo para o suspeito.

 

A partir daí, Bruno, segundo o delegado, entrou em contato com um parente dele, menor de idade, teria comprado um chip virgem para realizar a ligação para o mototaxista. No dia 24 de julho, o menor segundo o delegado, ligou para vítima, encomendou uma corrida dizendo que iria buscar um animal na zona rural.

 

O menor de idade, segundo relatos do suspeito ao delegado, foi na garupa da moto, assim que chegou no local, na chácara que é do próprio suspeito. Tizil, ao perceber o suspeito tentou fugir, mas o menor de idade, tentou segurar a vítima, eles entraram em luta corporal, foi quando Bruno, teria pego um pedaço de pau de uma porteira que estava caída ao chão e desferiu contra a vítima, o matando.

 

A vítima já sem vida, com uma corda amarrada, foi arrasta por um cavalo e em seguida jogada no Rio São Patrício, que fica aos fundos da chácara do próprio suspeito, cerca de 300 metros.

 

O corpo da vítima foi encontrado por uma equipe do Corpo de Bombeiros de Ceres, por volta das 23h do dia 3 de agosto.

 

Bruno, não tinha passagens nenhuma pela polícia, é um trabalhador, cumpridor com suas obrigações, mas infelizmente acabou se envolvendo nesse fato trágico. Disse o delegado. Já a mulher que abandonou o lar, segundo o delegado será ouvida, mas ela não é um depoimento essencial para a investigação. Já o menor de idade, é um a peça importante, ainda não foi ouvido.

 

Nesta terça-feira (7/8), por volta das 17h, foi decretada a prisão preventiva de Bruno, que já se encontra preso na Unidade Prisional de Itapaci.

 

A reportagem conversou com o advogado do investigado, Dr. Helier Prados, como ele ainda está se inteirando do fato, achou melhor não comentar por enquanto.

 

 

 

Contato: (62) 9 8499 0690
(clique para ligar agora)

informativocidades@gmail.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.Campos requeridos estão marcados *

*