Três pessoas são presas em Goiânia suspeitas de aplicar golpe de R$ 50 mil em idosa do DF

Capa » NOTÍCIAS » Três pessoas são presas em Goiânia suspeitas de aplicar golpe de R$ 50 mil em idosa do DF
Três pessoas são presas em Goiânia suspeitas de aplicar golpe de R$ 50 mil em idosa do DF
Compartilhe agora:

Suspeitos integram grupo que aplica o ‘golpe do novo número’. Segundo delegado, vítima transferiu dinheiro acreditando que estava conversando com o filho por um aplicativo de mensagens.

A Polícia Civil de Goiás (PC-GO) prendeu, em Goiânia, três suspeitos de aplicar golpes por um aplicativo de mensagens em uma idosa de 69 anos, moradora do Distrito Federal, que teve um prejuízo estimado de R$ 50 mil. De acordo com o delegado Cássio Arantes, da Delegacia Estadual de Investigações Criminais (Deic), a idosa fez transferências bancárias acreditando que estava conversando com o filho dela.“Ela fez três depósitos em dois dias, aí, no terceiro dia, falou com o filho, quando descobriu o golpe”, explica.

Segundo Arantes, trata-se do “golpe do novo número”, quando criminosos induzem a vítima a acreditar que está falando com algum parente ou amigo que trocou de número de telefone e, após algumas mensagens, pedem dinheiro emprestado.

O valor obtido com o golpe não foi recuperado. “Já havia sido pulverizado”, explicou o delegado.

Prisão

Os suspeitos, dois homens e uma mulher, foram presos na sexta-feira (8) no Parque Oeste Industrial e Bairro Goiá. Eles têm 26, 31 e 32 anos e moram em Goiânia. Os nomes não foram divulgados pela corporação, por isso,  não consegumos localizar a defesa deles.

Segundo a Polícia Civil, o casal preso é titular das contas bancárias para as quais a idosa transferiu a quantia de R$ 50 mil. Já o outro homem detido é suspeito de agenciar os demais para ceder as contas bancárias para recebimento do dinheiro.

Ainda de acordo com a PC-GO, outros suspeitos de integrar o esquema criminoso já foram identificados. A corporação informou que está atuando para prender o mentor intelectual do crime que, segundo a polícia, faz parte de uma organização criminosa especializada na prática desse tipo de golpe.

Os suspeitos ficaram detidos na Delegacia de Capturas, em Goiânia, mas foram soltos pela Justiça dois dias após a prisão.

Contato: (62) 992719764
(clique para ligar agora)

informativocidades@gmail.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.Campos requeridos estão marcados *

*