Números do Goianão Chevrolet 2014 após a 1ª Fase

Capa » ESPORTE » Números do Goianão Chevrolet 2014 após a 1ª Fase
Números do Goianão Chevrolet 2014 após a 1ª Fase
Compartilhe agora:
Jogos realizados: 70.
+ Gols marcados: 168.
+ Média de gols: 2,40 por partida.
+ Principais artilheiros: 1º Nonato (Goianésia) 9 gols.  Viola (Anapolina) e Araújo (Goiás) 8 gols. Júnior Viçosa (Atlético) 7 gols.  Dinei (Trindade), Danilo (Anapolina) e Dinei (Aparecidense) 5 gols. Nino Guerreiro (Crac), Moisés (Anápolis) e Evandro  (Aparecidense) 4 gols.  Juninho e Fábio Lima (Atlético), Ramon e Clayton Sales (Goiás), Paulinho (Trindade), Felipe Baiano (Anapolina) e Vinícius (Anápolis) 3 gols.
+ Gols contra: 2 – Richardson (Grêmio Anápolis) à favor do (Goianésia) e Henrique (Grêmio Anápolis) à favor do (Vila Nova).
+ Jogador com o maior número de Rodadas na artilharia principal: Viola (Anapolina) 10 Rodadas.
+ Jogadores que marcaram o maior número de gols em 1 única partida: Nonato (Goianésia) no jogo Goianésia 3×1 Atlético (2ª Rodada do 2º Turno), Araújo (Goiás) no jogo Goiás 5×0 Goianésia (4ª Rodada do 2º Turno), Viola (Anapolina) no jogo Anapolina 4×2 Trindade (5ª Rodada (Última) do 2º Turno) e Vinícius (Anápolis) no jogo Trindade 1×5 Anápolis (4ª Rodada do 3º Turno) 3 gols.
+ Time que ainda não perdeu: Goiás.
+ Equipes que mais perderam: Grêmio Anápolis 8; Vila Nova e Anapolina 7.
+ Times que mais venceram: Goiás 10; Anapolina e Atlético 7.
+ Equipes que menos venceram: Anápolis 2; Crac e Vila Nova 3.
+ Time que ainda não empatou: Anapolina.
+ Equipes que mais empataram: Anápolis 8; Crac 6; Aparecidense 5.
+ Times que mais marcaram gols: Goiás 29; Anapolina 21; Atlético 20.
+ Equipes que menos marcaram gols: Anápolis 10; Crac e Vila Nova 11.
+ Times que menos sofreram gols: Goiás 8; Anápolis 12; Atlético 13.
+ Equipes que mais sofreram gols: Grêmio Anápolis 25; Trindade 23; Goianésia 20.
+ Total de resultados diferentes que aconteceram: 13.
+ Resultados que mais aconteceram: 2×0 – 16 vezes; 0x0 – 10 vezes; 3×1, 1×0 e 2×1 – 8 vezes.
+ Time com a maior sequência de vitórias consecutivas: Goiás (da 4ª à 9ª Rodadas) 6.
+ Equipe com a maior sequência de jogos consecutivos sem derrota: Goiás 14 (da 1ª à 14ª Rodadas) (10 vitórias e 4 empates).
+ Time com a maior sequência de derrotas consecutivas: Vila Nova (da 7ª à 14ª Rodadas) 7 (folgou na 13ª Rodada).
+ Equipe com a maior sequência de jogos consecutivos sem vitória: Vila Nova (da 6ª à 14ª Rodadas) (1 empate e 7 derrotas) 8 (folgou na 13ª Rodada).
+ Total de expulsões: 22.
+ Equipes que já tiveram jogador expulso: 8 = Crac (Coquinho), Anápolis (Sílvio, Bachin, Renato e Robson Goiano), Grêmio Anápolis (Rodrigo Alves, Henrique e Gilberto), Vila Nova (Wando e Vitor Pio), Trindade (Martinez, Juliano, Ben Hur e Dick), Aparecidense (Jeferson 2 vezes; Dinei e Willian Kozlowski 1 vez), Anapolina (André, Alexandre e Juninho) e Atlético (Thiago Feltri).
+ Total de advertências com o cartão amarelo: 348.
+ Times com o maior número de advertências com o cartão amarelo: Aparecidense 44; Anápolis 42; Vila Nova 37.
+ Equipes com o menor número de advertências com o cartão amarelo: Goianésia 30; Atlético, Goiás e Grêmio Anápolis 31.
+ Times que ocuparam a liderança geral da 1ª Fase: 2 = Goiás (14 Rodadas); Goianésia (1 Rodada).
+ Equipes que figuraram na faixa de classificação à Fase Semifinal: 8 = Goiás (15 Rodadas); Atlético (14 Rodadas); Trindade e Anapolina (10 Rodadas); Vila Nova (6 Rodadas); Aparecidense e Goianésia (2 Rodadas); Grêmio Anápolis (1 Rodada).
+ Times que figuraram na faixa do rebaixamento: 6 = Anápolis (13 Rodadas); Grêmio Anápolis (7 Rodadas); Crac (5 Rodadas); Vila Nova (3 Rodadas); Anapolina e Trindade (1 Rodada).
+ Equipes que ocuparam a lanterna da 1ª Fase: 4 = Grêmio Anápolis (6 Rodadas); Crac (4 Rodadas); Anápolis (3 Rodadas); Vila Nova (2 Rodadas).
+ Confronto de pontos entre os grupos na 1ª Fase: Times do Grupo A 106 x 86 Times do Grupo B.
+ Times que venceram fora de casa: 8 = Goiás 4; Trindade 2; Anapolina, Vila Nova, Atlético, Goianésia, Crac e Anápolis 1.
+ Equipes que perderam em casa: 8 = Trindade 3; Anapolina e Vila Nova 2; Crac, Goianésia, Grêmio Anápolis, Atlético e Anápolis 1.
+ Goleadas aplicadas: 8 (Goianésia 3×0 Crac – 1ª Rodada do 1º Turno; Atlético 4×1 Goianésia – 2ª Rodada do 1º Turno; Goiás 4×1 Grêmio Anápolis – 2ª Rodada do 1º Turno; Anápolis 0x3 Anapolina – 3ª Rodada do 1º Turno; Anapolina 3×0 Crac – 2ª Rodada do 2º Turno; Goiás 5×0 Goianésia – 4ª Rodada do 2º Turno; Goianésia 3×0 Grêmio Anápolis – 2ª Rodada do 3º Turno e Trindade 1×5 Anápolis – 4ª Rodada do 3º Turno).
+ Times que mais aplicaram goleada: Anapolina, Goiás e Goianésia 2.
+ Equipes que mais sofreram goleada: Crac, Goianésia e Grêmio Anápolis 2.
+ Pênaltis assinalados: 28 (20 convertidos; 8 desperdiçados).
+ Times que mais tiveram pênalti a favor: Goiás 6; Crac 5; Anapolina e Trindade 3.
+ Equipes que menos tiveram pênalti à favor: Vila Nova 1; Anápolis, Atlético, Goianésia, Grêmio Anápolis e Aparecidense 2.
+ Times que mais cometeram pênalti: Grêmio Anápolis e Anapolina 5; Vila Nova 4.
+ Equipes que menos cometeram pênalti: Goiás, Aparecidense e Goianésia 1; Crac 2.
+ Jogadores que marcaram gol de pênalti: Viola (Anapolina) e Nino Guerreiro (Crac) 3; Clayton Sales (Goiás), Nonato (Goianésia) e Márcio (Atlético) 2; Araújo e Lima (Goiás), Tindurim (Grêmio Anápolis), Rômulo e Walter Minhoca (Trindade), Willian Kozlowski e Dinei (Aparecidense) e Rafael Oliveira (Vila Nova) 1.
+ Jogadores que desperdiçaram pênalti: Nino Guerreiro (Crac) 2; Araújo e Clayton Sales (Goiás), Weldon e Moisés (Anápolis), Renato (Grêmio Anápolis) e Rômulo (Trindade) 1.
+ Goleiros que defenderam pênalti: Toni (Vila Nova), Simão (Grêmio Anápolis), Dudu (Crac), Paulo Musse (Goianésia) e Márcio (Atlético) 1.
+ Total de árbitros que apitaram: 12.
+ Árbitros que mais apitaram: Elmo Rezende 8 jogos; Bruno Rezende, Eduardo Tomaz, André Luiz Castro e Roberto Giovanny 7 jogos.
+ Árbitros que mais expulsaram: Leandro Cardoso, Bruno Rezende e André Luiz Castro 4 expulsões; Jefferson Ferreira e Elmo Resende 3 expulsões.
+ Árbitros que mais advertiram com o cartão amarelo: André Luiz Castro 47 cartões; Fabrício Nery 38 cartões; Bruno Rezende 35 cartões.
+ Árbitros que mais assinalaram pênalti: Wílton Sampaio, Fabrício Nery e Eduardo Tomaz 4 pênaltis assinalados.
+ Total de assistentes que trabalharam: 29.
+ Assistentes que mais trabalharam: Fabrício Vilarinho, Bruno Pires, Cristhian Passos, Gleydson Alves, Evandro Gomes Ferreira, Jesmar Miranda, Alexandre Amaral, Édson Antônio, Tiago Gomes e Ygor Monteiro 6 jogos.
+ Total de quartos árbitros que trabalharam: 17.
+ Quartos árbitros que mais trabalharam: Lúcio Freitas, Weliton Machado, Douglas Everton, João Francisco de Sá, Clebert Pereira, Joel Oliveira, Valdir Gonçalves e Waldomiro Jackson 5 jogos.
+ Goleiro menos vazado: Renan (Goiás) = média de 0,61 por partida, 8 gols sofridos em 13 partidas realizadas.
+ Goleiro mais vazado: Wagner Bueno (Trindade) = média de 1,61 por partida, 21 gols sofridos em 13 jogos realizados.
+ Times que trocaram de técnico: 5 = Crac (após a 2ª Rodada do 1º Turno, saiu Nivaldo Lancuna, 2 jogos, aproveitamento de 0,00%, entrou Wladimir Araújo, 5 jogos, aproveitamento de 40,00%, entrou Zé Roberto); Grêmio Anápolis (após a 5ª Rodada (Última) do 1º Turno, saiu Leonardo Souza, 5 jogos, aproveitamento de 26,66%, entrou Édson Júnior); Aparecidense (após a 2ª Rodada do 2º Turno, saiu Carmino Colombini, 7 jogos, aproveitamento de 33,33%, entrou Wladimir Araújo); Anápolis (após a 2ª Rodada do 2º Turno, saiu Felipe Surian, 7 jogos, aproveitamento de 28,57%, entrou Ademir Fonseca, 5 jogos, aproveitamento de 26,66%, entrou Nivaldo Lancuna) e Vila Nova (após a 1ª Rodada do 3º Turno, saiu Heriberto da Cunha, 11 jogos, aproveitamento de 30,30%, entrou Christian (interino), 1 jogo, aproveitamento de 0,00%, entrou Sidney Moraes).
+ Equipes que não trocaram de técnico: 5 = Anapolina (Alfinete), Atlético (Marcelo Martelotte), Goianésia (Everton Goiano), Goiás (Claudinei Oliveira) e Trindade (Rubinho, 14 jogos, aproveitamento de 47,61%).
+ Total de jogadores que já participaram do Campeonato: 276.
+ Times que mais utilizaram jogadores: Anápolis 34; Vila Nova 33; Crac 31.
+ Equipes que menos utilizaram jogadores: Trindade 20; Atlético e Anapolina 24.
+ Total de jogadores que atuaram em todas as 14 partidas de seus respectivos times: 16 = Jair e Jackson (Anápolis), Felipe Baiano e Danilo (Anapolina), Pedro Henrique (Aparecidense), Márcio (Atlético), Nino Guerreiro (Crac), Luciano, Fábio, Araújo e Nonato (Goianésia), Romário e Roniel (Grêmio Anápolis), Joninha e Evandro (Trindade) e Toni (Vila Nova).
+ Total de jogadores que atuaram os 90 minutos de todas as 14 partidas de seus respectivos times: 7 = Jair (Anápolis), Pedro Henrique (Aparecidense), Márcio (Atlético), Luciano e Fábio (Goianésia), Romário (Grêmio Anápolis) e Toni (Vila Nova).
+ Jogadores mais disciplinados: Márcio (Atlético) e Luciano (Goianésia) nenhuma advertência nos 90 minutos de todas as 14 partidas de seus times.
+ Total de público pagante da 5ª Rodada (Última) do 3º Turno da 1ª Fase: 7.580.
+ Média de público pagante da 5ª Rodada (Última) do 3º Turno da 1ª Fase: 1.895.
+ Total de público pagante do Campeonato: 151.689.
+ Média de público pagante do Campeonato: 2.230 (- 38,70% em relação a 2013).
+ Total arrecadado bruto da 5ª Rodada (Última) do 3º Turno da 1ª Fase: R$ 108.857,50.
+ Média de renda da 5ª Rodada (Última) do 3º Turno da 1ª Fase: R$ 27.214,37.
+ Total de renda bruta do Campeonato: R$ 2.464.597,50.
+ Média de renda do Campeonato: R$ 36.244,08 (- 31,59% em relação a 2013).
+ Maior público pagante: 8.652 no jogo Goiás 0x0 Vila Nova, no domingo, dia 26 de janeiro no Estádio Serra Dourada em Goiânia.
+ Menor público pagante: 39 no jogo Aparecidense 2×0 Crac, no domingo, dia 16 de fevereiro no Estádio Aníbal Batista de Toledo em Aparecida de Goiânia.
+ Maior renda: R$ 186.120,00 no jogo Goiás 0x0 Vila Nova, no domingo, dia 26 de janeiro no Estádio Serra Dourada em Goiânia.
+ Menor renda: R$ 650,00 no jogo Aparecidense 2×0 Crac, no domingo, dia16 de fevereiro no Estádio Aníbal Batista de Toledo em Aparecida de Goiânia.

 

Autor: Roberto Sampaio
Fonte: Coordenadoria Técnica
Contato: (62) 992719764
(clique para ligar agora)

informativocidades@gmail.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.Campos requeridos estão marcados *

*