“Foi desesperador, doía, era insuportável”, conta médica atacada por jararaca

Capa » NOTÍCIAS » “Foi desesperador, doía, era insuportável”, conta médica atacada por jararaca
“Foi desesperador, doía, era insuportável”, conta médica atacada por jararaca
Compartilhe agora:

Médica foi atacada por cobra no Mato Grosso e ficou oito dias internada na UTI. Do hospital, deu entrevista

Um flagrante raro e tenso: o ataque de uma jararaca em uma cachoeira no interior do Mato Grosso. Tudo começou com um programa que parecia perfeito. A médica Dieynne iria apresentar ao novo namorado e a um casal de amigos o lugar que ela considera um dos mais bonitos do Brasil, um parque ambiental que fica a 12 quilômetros de Cuiabá.

Para chegar até lá, é preciso encarar uma trilha de 800 metros. Além de uma escadaria com 470 degraus. O parque ficou fechado por cinco meses por conta da pandemia, era o segundo final de semana aberto a visitação quando Dieynne, o namorado e os amigos resolveram fazer o passeio. No meio do caminho, eles receberam um aviso que, até então, não parecia perigoso: turistas que vinham da cachoeira avisaram ter visto uma cobra no local.

De repente, muito rapidamente, o ataque aconteceu. “Eu já vi a cobra. Uma cobra muito grande no pescoço dela. Tudo muito rápido”, conta Iury Roman, que presenciou o ataque. Depois do ataque, Dieynne e os amigos procuraram um hospital, onde a médica ficou internada na UTI por oito dias. Ainda no hospital, a médica contou os detalhes.

Médica picada por jararaca: "Amo cachoeira, não vou deixar de frequentar"

Contato: (62) 9 8499 0690
(clique para ligar agora)

informativocidades@gmail.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.Campos requeridos estão marcados *

*