Após mandar eleitores se f…, Kajuru pede desculpas e ameaça renunciar mandato

Capa » NOTÍCIAS » Após mandar eleitores se f…, Kajuru pede desculpas e ameaça renunciar mandato
Após mandar eleitores se f…, Kajuru pede desculpas e ameaça renunciar mandato
Compartilhe agora:

“Quando erro, volto atrás rápido. Peço desculpas pela palavra de baixo nível que usei”, escreveu em letras maiúsculas.

Jorge Kajuru se envolveu em mais uma polêmica na última quinta-feira (05/07). Após ser incompreendido por alguns eleitores, perdeu a paciência e em entrevista a um blog de direita mandou à aqueles que estavam o criticando “se foderem”. Na manha desta sexta-feira (06/07) Kajuru foi ao twitter pedir desculpas. “Quando erro, volto atrás rápido. Peço desculpas pela palavra de baixo nível que usei”, escreveu em letras maiúsculas. Na sequência, fez um post em que confessava que poderia renunciar. A decisão, segundo o senador, será anunciada na segunda-feira (08/07). “De hoje até segunda concluo se é melhor renunciar mesmo”, sentenciou.

Kajuru, escrevendo sempre com letras MAIÚSCULAS disse que quer no momento, se isolar: “Não quero falar com ninguém. Ninguém!”. O suplente de Kajuru, em caso de renuncia é o empresário anapolino Benjamin Beze Jr, do PRP.

Entenda o caso:

Fontes ligadas ao senador ouvidas pelo Diário de Goiás, explicam que Kajuru, se posicionou contra o decreto de flexibilização de armas apresentado por Bolsonaro, entendendo que o mesmo não era constitucional. Isso gerou críticas de internautas que haviam utilizado as redes sociais do senador em uma enquete pedindo para que Kajuru apoiasse o decreto. Não que fosse contra, até porque na sequência apresentou um novo projeto de lei que flexibiliza o acesso às armas respeitando as normas democráticas. Para o senador, flexibilizar armas não é o problema e sim a forma como foi apresentada, por meio de decreto presidencial.

Alguns eleitores não entenderam o posicionamento de Kajuru e foram bater boca nas redes sociais do Senador. “Alguns ai dos que me desrespeitaram, não entenderam minha opinião”. disse Kajuru que disparou: “eu quero que eles se fodam”. A redação do Diário de Goiás tentou contato sucessivas vezes com o senador via telefone mas não foi atendida até a publicação.

Questionado se manteria a expressão para se referir aos que votaram no senador, Kajuru rebateu: “Não é meu eleitor. Meu eleitor me entende”. Quem conduzia a entrevista disse que não, tratavam-se de aproximadamente 90 mil pessoas que haviam votado no ex-radialista. “Então que eles se fodam também”. Kajuru recebeu 1.557.415 votos na eleição que o elegeu para senador.

Questionado se não pensava no futuro político ao xingar os eleitores, Kajuru disse que não passa pela sua cabeça reeleição ou continuidade no serviço público. “Eu não sou candidato a mais nada. Terminando meu mandato eu vou morar em Búzios, amar minha mulher, eu não sou obrigado a fazer média com eleitor meu ignorante. Se ele é ignorante, dane-se ele. Se ele não entendeu a minha opinião, foda-se ele”. Quando questionado se não deveria renunciar o mandato por fazer tais declarações, Kajuru rebateu: “Renunciar por quê? Esse eleitor é maioria?”, insinuando que se tratava de uma minoria do seu eleitorado.

Contato: (62) 992719764
(clique para ligar agora)

informativocidades@gmail.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.Campos requeridos estão marcados *

*