Após notificações, Saúde de Goiânia investiga surto de caxumba em escolas

Capa » NOTÍCIAS » Após notificações, Saúde de Goiânia investiga surto de caxumba em escolas
Após notificações, Saúde de Goiânia investiga surto de caxumba em escolas
Compartilhe agora:

A investigação é feita pelo Centro de Informações Estratégicas e Resposta em Vigilância em Saúde de Goiânia (CIEVS). A caxumba é uma infecção viral que atinge crianças, em sua maioria. No entanto, quando afeta adultos, os sintomas podem ser mais fortes.

A Secretaria Municipal de Saúde de Goiânia iniciou uma investigação de possível surto de caxumba em escolas públicas e privadas. Desde janeiro deste ano, foram notificados 55 casos, sendo este o quarto possível surto só este ano. De acordo com a SMS, os mais afetados pela doença, até o momento, foram adolescentes e adultos.

A investigação é feita pelo Centro de Informações Estratégicas e Resposta em Vigilância em Saúde de Goiânia (CIEVS). A caxumba é uma infecção viral que atinge crianças, em sua maioria. No entanto, quando afeta adultos, os sintomas podem ser mais fortes.

A transmissão da caxumba se dá por via aérea e os surtos costumam surgir durante o inverno e primavera. Os principais sintomas são dor nas glândulas salivares, principalmente a parótida. Algumas pessoas também demonstram aumento das glândulas.

Segundo a Saúde de Goiânia, de 20% a 30% dos homens infectados apresentam inflamação nos testículos. No caso das mulheres, 15% das infectadas apresentam inflamação nos ovários. A Prefeitura orienta que aos primeiros sinais, as pessoas procurem atendimento médico para iniciar o tratamento. Diagnosticado com caxumba, os pacientes devem ficar afastados das atividades do trabalho ou escola por até nove dias.

Ainda de acordo com a SMS, a melhor forma de prevenção é a vacina tríplice viral. A dose é disponibilizada nas salas de vacinação das unidades municipais para pessoas de 1 a 49 anos.

Contato: (62) 992719764
(clique para ligar agora)

informativocidades@gmail.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.Campos requeridos estão marcados *

*