cIris lidera para o governo. Sem ele, Marconi segue na frente

Capa » POLÍTICA » cIris lidera para o governo. Sem ele, Marconi segue na frente
cIris lidera para o governo. Sem ele, Marconi segue na frente
Compartilhe agora:

O ex-prefeito Iris Rezende (PMDB) lidera a disputa pelo governo de Goiás, em Goiânia, maior colégio eleitoral do Estado, com 38,5%, contra 24,9% do segundo colocado, o governador Marconi Perillo (PSDB), na pesquisa

O ex-prefeito Iris Rezende (PMDB) lidera a disputa pelo governo de Goiás, em Goiânia, maior colégio eleitoral do Estado, com 38,5%, contra 24,9% do segundo colocado, o governador Marconi Perillo (PSDB), na pesquisa estimulada (cenário I), realizada pelo Instituto Grupom/Tribuna do Planalto. Em terceiro lugar, aparece o empresário Vanderlan Cardoso (PSB), que tem 18,9% de intenção de votos. Não avaliou/indeciso tem 8,0. Branco/nulo, 9,8%.

Nos outros dois cenários estimulados, em que o nome de Iris é retirado (incluído Júnior Friboi), tucano Marconi Perillo está à frente, seguido do pré-candidato do PSB, Vanderlan Cardoso. Marconi tem 30,5%, Vanderlan, 28,2%, e Júnior Friboi (PMDB), 13,9%. Não avaliou/indeciso, 9,5%, e branco/nulo, 17,9% (cenário II).

Com cenário III, em que Iris continua fora, com a inclusão de Júnior Friboi (PMDB) e Antônio Gomide (PT), o resultado é o seguinte: Marconi Perillo tem 29,9%, Vanderlan Cardoso, 26,9%, Júnior Friboi, 12,4%, e Antônio Gomide, 5,0%. Não avaliou/indeciso, 8,6%, e branco/nulo, 17,3%.

Os números mostram também que ninguém herda sozinho os potenciais votos de Iris, caso ele de fato não entre na disputa. Todos lucram. Marconi vai de 24,9% (Cenário 1) a 30,5% (Cenário 2, sem Gomide) e 29,9% (Cenário 3) – variações, para mais, de 5,6 e 5 pontos. Vanderlan, de 18,9% a 28,2% e 26,9% – variações, a mais, de 9,3 e 8 pontos. Friboi, que substitui Iris, consegue 13,9% no cenário sem, e 12,4% no cenário com Gomide.

A entrada de Antônio Gomide mexe nos pontos de todos, para menos: 0,6 nos de Marconi, 1,3 nos de Vanderlan e 1,5 nos de Friboi. Mas, evidentemente, nada que altere o quadro.

Na estimulada, cenário geral, em que não há valor eleitoral por contar com mais de um candidato, por partido, o resultado da pesquisa é o seguinte: Iris Rezende, 33,7%, Marconi Perillo, 23,9%, Vanderlan Cardoso, 13,9%, Ronaldo Caiado, 6,0%, Júnior Friboi, 4,3%, Antônio Gomide, 3,6%. Não avaliou/indeciso, 5,8%, e branco/nulo, 8,8%.

A pesquisa Grupom/Tribuna do Planalto foi contratada pela Rede de Notícia Planalto Ltda e ouviu 603 eleitores em Goiânia. O nível de confiança é de 95% e a margem de erro é de 4 pontos porcentuais para mais ou para menos. Foi realizada entre os dias 05 e 14 de fevereiro de 2014. Foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), sob o protocolo BR-00025/2014 e no Tribunal Regional Eleitoral (TRE), sob o protocolo 00024/2014, em 7 de março de 2014.

Iris e Marconi: empate na espontânea

Na pesquisa espontânea para o governo de Goiás – em que não se mostra a cartela com nomes para o eleitor –, há empate técnico, na opinião do eleitor goianiense: Iris Rezende (PMDB) tem 14,1% e Marconi Perillo (PSDB) atinge 13,1%. Vanderlan Cardoso (PSB) aparece com 6,1%, seguido de Antônio Gomide (PT), 2,0%, e de Júnior Friboi (PMDB), 1,0% e de Ronaldo Caiado (DEM), 1,0%. 61,4% do eleitorado de Goiânia não avaliaram.

A seguir, aparecem políticos que não são candidatos a governador: Paulo Garcia (PT), 0,3%, Demóstenes Torres (sem partido), 0,2%, Dona Iris (PMDB), 0,2%, Elias Júnior (PMN), 0,2%, Maguito Vilela (PMDB), 0,2%, Nion Albernaz (PSDB), 0,2%, e Pedro Wilson (PT), 0,2%.

Governador é o mais rejeitado

O governador Marconi Perillo (PSDB) é o mais rejeitado entre os pré-candidatos à sucessão estadual, com 47,1%, junto ao eleitorado goianiense. O seguida aparece o deputado federal Ronaldo Caiado (DEM), com 32,0%. Iris Rezende (PMDB) é o terceiro colocado, com 28,2%. O empresário Júnior Friboi (PMDB) tem 25,4%, Antônio Gomide (PT) aparece com 23,2%, e Vanderlan Cardoso (PSB), 17,7%. Pode votar em todos: 16,4%.

Gestão de Paulo Garcia não é bem avaliada pelo goianiense

68,7% do eleitores goianienses disseram aos pesquisadores do Grupom/Tribuna do Planalto que desaprovam a administração de Paulo Garcia (PT). 25,4% responderam que aprovam o governo da Capital. 6% não avaliaram.

Ao questionamento sobre qual conceito tem sobre a administração de Goiânia, os eleitores responderam: 35,8%, péssima; 29,7%, ruim; 20,1%, regular; 21,7%, boa; 1,7% boa. Sobre o sentimento em relação ao governo Paulo Garcia: 45,4%, decepção; 8,0% satisfação; 11,4%, rejeição; 5,1%, confiança; 9,6%, compreensão; 20,4%, desconfiança.

MARCONI

56,6% dos goianienses desaprovam o governo Marconi Perillo (PSDB). Já 35,5% aprovam a administração estadual. 8% do eleitorado não avaliaram.

Em relação ao conceito que tem sobre a administração do Estado, os eleitores goianienses responderam: 29,0%, péssima; 24,4%, ruim; 17,9%, regular; 24,4%, boa; 4,3%, ótima. Sobre o sentimento em relação ao governo Marconi: 38,8%, decepção; 9,5%, satisfação; 10,4% rejeição; 7,1%, confiança; 10,3%, compreensão; e 23,9%, desconfiança.

DILMA

54,7% dos goianienses desaprovam o governo Dilma Rousseff (PT). Já 40,5% aprovam o governo federal. 4,8% não avaliaram.

Sobre o conceito que tem em relação à gestão Dilma, o goianiense se manifestou assim: 27,0%, péssima; 22,2%, ruim; 14,3%, regular; 31,5%, regular; 5,0%, ótima. Sobre o sentimento em relação ao governo Dilma, o eleitor se expressou assim: 37,0%, decepção; 16,1%, satisfação; 10,8%, rejeição; 8,1%, confiança; 13,6%, compreensão; 14,4%, desconfiança.

fonte j polpulaconal

Contato: (62) 992719764
(clique para ligar agora)

informativocidades@gmail.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.Campos requeridos estão marcados *

*