Gestão de Caiado na pandemia aprovada por 73,7% dos eleitores, diz Paraná Pesquisas

Capa » NOTÍCIAS » Gestão de Caiado na pandemia aprovada por 73,7% dos eleitores, diz Paraná Pesquisas
Gestão de Caiado na pandemia aprovada por 73,7% dos eleitores, diz Paraná Pesquisas
Compartilhe agora:

Governador recebe aprovação tanto na gestão da crise do coronavírus como na administração geral, segundo a pesquisa

gestão do governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), recebeu avaliação positiva de 51,2% dos entrevistados na pesquisa com 1.585 eleitores, entre 21 e 25 de maio. A sondagem, realizada pela Paraná Pesquisas, indica que a administração estadual recebeu 15,7% de avaliação ótima, 35,5% de bom e 30,6% de regular. Apenas 6,4% dos entrevistados consideraram a gestão ruim e 9,7% avaliaram como péssima.

Questionados de forma mais direta, 70,1% dos eleitores disseram que aprovam a administração de Caiado enquanto 24,4% disseram não aprovar e 5,5% não opinaram. As eleitoras aprovaram mais (74,9%) do que os eleitores (64,8%). Na segmentação por nível educacional, o maior índice foi registrado entre eleitores do ensino fundamental (73,7%) e o menor entre aqueles que têm ensino médio (68,5%) com pouca diferença em relação aos que têm ensino superior (69%).

Maioria aprova a gestão da crise do Coronavírus

A pesquisa questionou a opinião do eleitor sobre as medidas adotadas pelo governador Caiado na gestão da crise do Coronavírus e identificou que ele recebeu alta aprovação. 73,7% dos entrevistados avaliaram que o chefe do Executivo goiano de forma positiva enquanto 21,8% desaprovam e 4,5% não opinaram.

Na segmentação da opinião dos eleitores, os índices de aprovação do governador vão de 68% (evangélicos) a 80,1%(eleitores com mais de 60 anos.

Caiado recebeu uma avaliação melhor do que do presidente Jair Bolsonaro na gestão da pandemia, na visão do eleitor goiano. Mesmo assim, 50,7% dos entrevistados disseram que aprovam a gestão bolsonarista e 45,3% reprovam. Diferente do governador goiano, o presidente recebeu uma avaliação péssima por 29,5% dos entrevistados.

Metodologia

O universo desta pesquisa abrange os habitantes do Estado de Goiás. Para a realização desta pesquisa foi utilizada uma amostra de 1.585 habitantes, sendo esta estratificada segundo sexo, faixa etária, grau de escolaridade e nível econômico. O trabalho de levantamento de dados foi feito através de entrevistas pessoais telefônicas com habitantes com 16 anos ou mais em 110 municípios entre os dias 21 e 25 de maio de 2020, sendo auditadas simultaneamente à sua realização, 20,0% das entrevistas.

Tal amostra representativa do Estado de Goiás atinge um nível de confiança de 95,0% para uma margem estimada de erro de aproximadamente 2,5% para os resultados gerais. Para a seleção da amostra utilizou-se o método de amostragem estratificada proporcional. Conforme o mapeamento do Estado em 5 mesorregiões homogêneas segundo o IBGE, considerou-se esta divisão geográfica como primeira estratificação. Dentro de cada mesorregião, agruparam-se os municípios em grupos homogêneos, procedendo-se à estratificação proporcional final da amostra. A Paraná Pesquisas encontra-se registrada no Conselho Regional de Estatística da 1a, 2a, 3a, 4a, 5a, 6a e 7a Região sob o no 3122/20.

A amostra é representativa dos moradores das áreas pesquisadas e foi selecionada em três etapas. Na primeira etapa realizou-se um sorteio probabilístico dos municípios onde as entrevistas foram realizadas através do método PPT (Probabilidade Proporcional ao Tamanho), considerando a população com 16 anos ou mais residente nos municípios como base para essa seleção. Na segunda etapa, fez-se um sorteio probabilístico das localidades, onde as entrevistas foram realizadas, através do método PPT (Probabilidade Proporcional ao Tamanho), tomando a população de 16 anos ou mais residente nas localidades como base para essa seleção. Na terceira etapa, a seleção dos entrevistados dentro da localidade, foi feita utilizando-se quotas amostrais proporcionais, em função das seguintes variáveis: sexo, faixa etária, escolaridade e nível econômico.

 fonte Diario de Goiás

 

Contato: (62) 9 8499 0690
(clique para ligar agora)

informativocidades@gmail.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.Campos requeridos estão marcados *

*