Governo de Goiás lança projeto de CNH gratuita para população de baixa renda

Capa » NOTÍCIAS » Governo de Goiás lança projeto de CNH gratuita para população de baixa renda
Governo de Goiás lança projeto de CNH gratuita para população de baixa renda
Compartilhe agora:

Previsão é emitir 8 mil documentos por ano; medida ainda precisa ser votada e aprovada na Assembleia. Podem se beneficiar estudantes, trabalhadores rurais e pessoas cadastradas em programas sociais.

O governador de Goiás Ronaldo Caiado (DEM) lançou um projeto com o intuito de expedir a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) gratuitamente para população de baixa renda. É preciso atender a uma série de requisitos para ter acesso ao benefício, chamado de CNH Social.

O anúncio foi feito na quinta-feira (4). A proposta será encaminhada para a Assembleia Legislativa de Goiás (Alego) assim que acabar o recesso parlamentar, pois os deputados precisam votar o texto para que ele possa vigorar.

A expectativa do governo é emitir 8 mil CNHs gratuitas – nas categorias A e B – por ano. Poderão se beneficiar pessoas que se enquadrem em ao menos um nas seguintes situações:Estudantes oriundos da rede pública com idade entre 18 e 21 anos. A nota no Enem será critério para as vagas.Trabalhadores que exerçam atividade rural, com mais de 21 anos, e que apresentem declaração de aptidão do Programa de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf).Pessoas inscritas no Cadastro Único (CadÚnico) dos programas sociais do governo estadual. Neste caso, é preciso ter mais de 21 anos, ensino fundamental completo, renda familiar até dois salários mínimos, além de não possuir condenação judicial.

Para pôr o projeto em prática, o governo investir cerca de R$ 11,6 milhões por ano.

 

Serviços mais baratos

No mesmo evento, foi apresentado o balanço semestral do Departamento Estadual de Trânsito de Goiás (Detran-GO). Foram anunciadas as reduções de preços de alguns serviços.

O emplacamento, por exemplo, ficará mais barato a partir de 1ª de agosto. O valor para carros cairá de R$ 190,40 para R$ 120. Já para motos, o preço sairá de R$ 150,02 para R$ 55,08.

Além disso, desde abril desse ano, o Detran-GO não cobra mais segunda via de documento ou placa traseira em caso de perda ou roubo. O valor da vistoria caiu de R$ 175,76 para R$ 108.

O presidente do órgão, Marcos Roberto Silva, disse que as medidas resultaram em uma economia R$ 136 milhões.

“Não está reduzindo, por exemplo, a questão da arrecadação do órgão, estamos investindo diretamente nessas gorduras, que o cidadão está pagando a mais”, afirma.

Contato: (62) 992719764
(clique para ligar agora)

informativocidades@gmail.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.Campos requeridos estão marcados *

*