Projeto de Leitura, da Escola Padre Jesus, tem Momento de Contação de Histórias

Capa » GOIANÉSIA » Projeto de Leitura, da Escola Padre Jesus, tem Momento de Contação de Histórias
Projeto de Leitura, da Escola Padre Jesus, tem Momento de Contação de Histórias
Compartilhe agora:

Pelo projeto, que é interdisciplinar e compreende todos os alunos da escola, do 1º ao 5º ano, os professores os incentivam

Os 520 alunos da Escola Municipal Padre Jesus Osés Pagolo participaram nessa quinta-feira, 12 de maio, distribuídos nos dois turnos, matutino e vespertino, do Momento de Contação de Histórias, atividade central do Projeto de Leitura da unidade, desenvolvido durante todo o ano.
“Esse é um projeto que estamos dando continuidade, ele se iniciou no começo do ano letivo, nós o desenvolvemos há alguns anos na unidade, com o objetivo de despertar o gosto, o prazer dos nossos alunos pela leitura, a criatividade, o raciocínio”, afirmou a gestora da unidade, Graziele Brunes Silva que, durante o Momento, pela manhã, recebeu na escola as coordenadoras de Comunicação e Eventos da Secretaria Municipal de Educação, Rosiene Rogers, e de Projetos da Pasta, Rosângela de Fátima, que foram prestigiar a ação.

LEITURA
Pelo projeto, que é interdisciplinar e compreende todos os alunos da escola, do 1º ao 5º ano, os professores os incentivam diariamente a ler, a fim de que eles obtenham melhor aprendizagem em linguagens e nas outras disciplinas.
O Momento de Contação de Histórias, dia marcante do Projeto de Leitura, teve à frente, nessa quinta-feira, na quadra coberta da escola, as professoras educação infantil, Fabiana Pereira Mourato, do Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) Lucileia Costa, convidada; e de alfabetização, Lucimar Aparecida Fonseca, da própria unidade.
Parte do projeto, as sacolas literárias, padronizadas, que a escola disponibiliza, contêm livros infantis e infantojuvenis, que as crianças levam para casa, a partir desta sexta-feira, 13 de maio, para elas mesmas praticarem o que aprendem no projeto. Em seus lares, elas recontarão para os seus pais e demais familiares as histórias que leram, processo que se repetirá em sala de aula com seus colegas e professoras. Cada turma dispõe de uma sacola literária, todas recheadas de obras, a maioria da literatura infantil e infantojuvenil brasileira.
“O Momento de Contação de Histórias é quando elas entendem como funciona esse processo de contar e de recontar histórias”, explicou a gestora da escola, Graziele, para quem o projeto é uma salutar parceria entre escola e família. “E essa parceria garante o sucesso na vida escolar dos nossos alunos.”
Para as crianças, Lucimar recontou a estória do casamento da Dona Baratinha, uma fábula, com os alunos participando diretamente da cena; e Fabiana, com formação também teatral e devidamente caracterizada, a história da andarilha Maria Grampinho, personagem real da antiga capital de Goiás, levado para os livros pela escritora goiana Diana Valdez, com repertório que manteve a concentração de todos os alunos. Nas exibições, as professoras mostraram para os estudantes como é bom ler o livro e saber recontar as histórias.

REPERCUSSÃO
“Na parte da manhã, foi muito bom. Tivemos até crianças que chamaram seus pais para virem na parte da tarde. Os alunos ficaram muito aguçados, já querendo levar as sacolas literárias para casa”, constatou a professora alfabetizadora Lucimar, que considera o projeto instrumento importante para o incentivo à leitura. “É fazer a criança interessar mais pela leitura, pelos livros, essa busca fundamental, resgatando valores da leitura, de ler com as famílias e com os coleguinhas”.
“Estou feliz de estar aqui, partilhando um pouco desse mundo da contação de histórias, nesse Projeto de Leitura. E eu vim contar um pouco de uma história que faz parte do nosso conteúdo goiano: a história de uma andarilha que viveu em Goiás, a Maria Grampinho. Tudo o que possa acrescentar nesse projeto, as histórias, o estímulo à leitura, como forma de melhorar a alfabetização, o crescimento intelectual das crianças, me faz crer que esse projeto possa ser expandido para outras escolas”, disse Fabiana, que usou técnica teatral para dramatizou a história e retirar da obra de Diana Valdez os elementos principais que ela apresentou para as crianças.
A estudante Monara Ribeiro de Oliveira, de 10 anos, que tem habito de leitura e é assídua frequentadora da biblioteca da Escola Padre Jesus, aprovou a iniciativa: “Ler é muito bom. Quando eu leio, eu entro na história e viajo com quem a criou. E esse projeto de leitura é isso: ajuda na imaginação, faz melhorar o nosso aprendizado”, disse Monara, aluna do 5º ano.
“O projeto não para por aqui. A gente entregou essa contação de histórias pelas professoras; passa agora para a parte de leitura, conto e reconto de histórias pelos alunos, através das sacolas literárias, em suas casas, na escola, nas salas de aula; e, no fim do ano, teremos a culminância do projeto, com apresentações e contações de histórias, dessa vez, pelos nossos próprios alunos”, anunciou a gestora Graziele.

Pode ser uma imagem de 1 pessoa, em pé e área interna

Contato: (62) 992719764
(clique para ligar agora)

informativocidades@gmail.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.Campos requeridos estão marcados *

*